Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
9 de dezembro, segunda-feira

Bom dia! Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado. Enquanto o Brasil joga fora livros, o país cai no ranking de desenvolvimento humano. Os cursos de especialização estão em alta e superam mestrado e doutorado. Sai o último lote do IR e o resultado de dezembro da balança comercial. Será divulgada a lista de convocados para a segunda fase da Fuvest. Veja também os concursos que estão com inscrições abertas. Brasil cai no ranking do IDH Apesar de leve melhora, o Brasil perdeu uma posição no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e agora ocupa a 79ª posição. Medido anualmente pelo Pnud, o IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvido o país – e tem como base indicadores de saúde, educação e renda. O relatório apontou que quase um terço de todas as riquezas do Brasil estão concentradas nas mãos dos 1% mais ricos. Livro vira papel higiênico Denúncia: livros didáticos novos estão virando lixo e até papel higiênico em escolas do RS O Brasil que tem tanto a melhorar na educação joga fora montanhas de livros didáticos, novinhos. Muitos são picotados em máquinas de reciclagem e vendidos como lixo para virar até papel higiênico. É desperdício de dinheiro público, com reflexo no futuro de milhares de estudantes. Cursos de especialização em alta Brasil tem 1,18 milhão de estudantes de especialização lato sensu, diz levantamento Divulgação / Unila Em 2019, o número de estudantes matriculados em cursos de especialização no Brasil é três vezes maior do que os que fazem mestrado ou doutorado. Essa diferença tem se aprofundado desde 2016, quando a especialização, ou pós-graduação lato sensu, tinha o dobro dos estudantes do chamado stricto sensu. Nesses quatro anos, as matrículas na especialização subiram 74%, contra 18% do mestrado e 9% do doutorado. Imposto de Renda Receita abre consulta para o sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda Agência Brasil A Receita Federal abre hoje, a partir das 9h, as consultas ao sétimo lote e último lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) de 2019, e a lotes residuais de anos anteriores. De acordo com o Fisco, serão pagos R$ 700 milhões a 320.606 contribuintes. Os depósitos serão feitos em 16 de dezembro. As restituições referentes ao sétimo lote do IR 2019 terão correção de 4,4%. CLIQUE AQUI para consultar se você está no lote de restituição. SAIBA TUDO SOBRE O IR Balança comercial O Ministério da Economia divulga nesta segunda o resultado de dezembro e a parcial do ano da balança comercial. Em novembro, houve superávit de US$ 3,428 bilhões. Concursos Concursos: entre as seleções abertas, salários chegam a R$ 33 mil no Ministério Público do Trabalho (MPT) Divulgação Pelo menos 196 concursos públicos no país estão com inscrições abertas e reúnem 20.823 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 33.689,11 no Ministério Público do Trabalho (MPT). Só na RioSaúde são 2.717 vagas para profissionais com ensino médio e superior. CONFIRA AQUI A LISTA DE CONCURSOS E OPORTUNIDADES Fuvest Fuvest divulga as notas de corte de todas as carreiras Será divulgada hoje a lista de convocados para a segunda fase da Fuvest. A lista de aprovados no vestibular sairá no dia 24 de janeiro. A nota de corte mais alta é para o curso de medicina. No campus de São Paulo, o candidato deve ter acertado no mínimo 78 pontos para passar. Na sequência, aparece o curso de engenharia aeronáutica, em São Carlos, com 70 pontos. A nota do curso de relações internacionais foi de 64 pontos e aparece na terceira posição do ranking. Serão selecionados 8.317 candidatos para os cursos de graduação da Universidade de São Paulo (USP). Veja as notas de corte de todos os cursos O Assunto: Alter do Chão Como o "Caribe Amazônico" se tornou objeto de cobiça de grileiros e foco de incêndios. A história dos brigadistas que a Polícia Civil tentou incriminar e detalhes da investigação da PF, que apura a atuação de grileiros na região. Renata Lo Prete conversa com Fabiano Villela, repórter da TV Globo no Pará, que narra a situação em Alter do Chão e explica como o local se tornou um microcosmo da crise ambiental na Amazônia. Ouça: MC Zaac Mc Zaac participa de show de Tove Lo no Popload Festival 2019 Fábio Tito / G1 O funk pode atingir, de fato, o patamar global em 2020? Se depender de MC Zaac, sim. O funkeiro paulista fez dois feats internacionais neste ano: "Bola e Rebola", com Anitta, Tropkillaz e o colombiano J Balvin, e "Are You Gonna Tell Her", com a cantora sueca Tove Lo. Ao G1, ele fala de carreira internacional e que começou a estudar inglês três vezes por semana. Funk global? Batidão brasileiro quer ganhar o mundo Curtas e Rápidas: Juice Wrld, morto aos 21, falou sobre partida precoce de colegas em 'Legends'; relembre casos Blog da Dra. Ana Escobar: Cigarro eletrônico com maconha: mais uma complicação Marcelo Adnet fala da estreia como compositor na São Clemente: 'Esse samba é a minha cara' Futebol Gols do Fantástico: veja quem sobe, quem desce e a classificação final do Brasileirão O Cruzeiro foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. A partida contra o Palmeiras (derrota por 2 a 0) foi encerrada antes do tempo regulamentar porque a torcida, revoltada com o desfecho da temporada nacional, provocou confusão, brigas e confrontos com a polícia no Mineirão. O Santos goleou o Flamengo e ficou com o vice. Veja todos os resultados do final de semana, a classificação final, e os representantes do Brasil na Libertadores e Sul-Americana. Hoje é dia de... Dia Nacional do Fonoaudiólogo Desligou? Veja algumas das principais notícias do final de semana. 36% reprovam e 30% aprovam o governo Bolsonaro, diz Datafolha Jovens relatam violência da PM em pancadões de SP Globoplay anuncia 'Nancy Drew' e mais séries internacionais para 2020 Caso Ágatha: Justiça torna réu e afasta PM acusado de ter matado a menina Polícia de Manchester prende torcedor do City por gestos racistas contra Fred, do United México anuncia maior descoberta de petróleo em 30 anos Dois índios Guajajara morrem e dois ficam feridos durante atentado no Maranhão Ryan Reynolds leva tombo após queda de barreira de proteção na plateia da CCXP; veja vídeo Bolsonaro determina envio de proposta para revogar medida que exclui ocupações do MEI As reações do funk às mortes de Paraisópolis: Artistas e produtor falam de bailes e preconceito Ialorixá do terreiro mais antigo de Salvador, Mãe Tatá Oxum Tomilá morre aos 96 anos na Bahia
Mon, 09 Dec 2019 06:00:50 -0000
Brasil perde uma posição em ranking do IDH

Relatório apontou que quase um terço de todas as riquezas do Brasil estão concentradas nas mãos dos 1% mais ricos. O Brasil ficou na 79ª posição no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) nesta segunda-feira (9). Medido anualmente pelo Pnud, o IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvido o país – e tem como base indicadores de saúde, educação e renda. Neste ano, o Brasil alcançou o IDH de 0,761, com uma pequena melhora de 0,001 em relação ao ano passado . Na classificação da ONU, o Brasil segue no grupo dos que têm alto desenvolvimento humano. A escala classifica os países analisados com IDH muito alto, alto, médio e baixo. Apesar do leve aumento, o Brasil caiu uma posição no ranking mundial em relação à publicação anterior, passando da 78ª para 79ª. Brasil caiu uma posição no ranking de desenvolvimento dos países Reprodução/JN O Pnud revisa os índices a cada nova edição do relatório. No relatório atual, a posição do Brasil no ranking anterior foi alterada (de 79ª para 78ª). Os dados do relatório publicado agora são de 2018. Dados deste ano serão divulgados na edição 2020 do levantamento. Entre os países da América do Sul, Brasil e a Colômbia apareceram empatados na quarta posição. O primeiro lugar ficou com Chile (42º, na colocação geral), seguido de Argentina (48º) e Uruguai (57º), respectivamente. Segundo o relatório, a taxa anual de crescimento do IDH brasileiro nos últimos 18 anos foi de 0,78%. No mesmo período, a expectativa de vida foi de 66 para 75 anos. Ranking de desenvolvimento humano Noruega lidera novamente ranking de IDH Heiko Junge/NTB Scanpix/via Reuters Desigualdade O Pnud também avaliou, em 150 países, o IDH “ajustado às desigualdades”. Este índice mede a perda do desenvolvimento humano devido à distribuição desigual dos ganhos do IDH. Nesta avaliação, o Brasil ficou com o índice 0,574 e ocupou a 102ª posição. Na América do Sul, o país foi o segundo que mais perdeu no IDH devido ao ajuste realizado pela desigualdade, ficando atrás apenas do Paraguai (que foi da posição 98, com 0,724, para a posição 112, com 0,545). No relatório, a ONU defendeu que a desigualdade de renda precisa ser combatida, mas disse também que é preciso ter atenção à desigualdade de acesso à tecnologia e de formação, que pode ter efeito nas próximas gerações. Comunidades da Vila Andrade contrastam com o luxo de mansões do Panamby, na Zona Sul de SP Celso Tavares/G1 O levantamento apresentou também indicadores para medir a distribuição de renda entre a população de um país, são três: participação na renda dos 40% mais pobres, participação na renda dos 10% mais ricos e participação na renda dos 1% mais ricos. Com esse dado, o relatório apontou que quase um terço de todas as riquezas do Brasil estão concentradas nas mãos dos 1% mais ricos. É a segunda maior concentração de renda do mundo, ficando atrás apenas do Catar. Gênero Para avaliar as disparidades e desigualdades entre homem e mulher, o Pnud apresenta o Índice de Desenvolvimento de Gênero, que traz os mesmos indicadores do IDH com separação por sexo em 166 países. O IDH para mulheres mostrou que as brasileiras estão em melhores condições de saúde e educação que os homens, mas ficam abaixo quando o assunto é renda bruta. No Brasil, as mulheres têm mais anos esperados de escolaridade (15,8 frente a 15 dos homens) e maior média de anos de estudo (8,1 anos contra 7,6 nos homens), entretanto, a renda nacional bruta per capita da mulher é 41,5% menor que a do homem. Em dólares, este valor equivale a US$ 10.432 contra US$ 17.827 para os homens. O índice é medido desde 2014 e mede as desigualdades de gênero em três dimensões básicas do desenvolvimento humano: saúde, educação e renda com separação de sexo. No caso brasileiro, o IDH dos homens foi de 0,761 e o das mulheres de 0,757.
Mon, 09 Dec 2019 05:01:50 -0000
Marcelo Adnet fala da estreia como compositor na São Clemente: 'Esse samba é a minha cara'

Humorista também assina a parceria para embalar o Botafogo Samba Clube, no desfile na Intendente Magalhães. O humorista Marcelo Adnet, como compositor da São Clemente, na festa do lançamento do CD das escolas do Grupo Especial , da Liesa Alba Valéria Mendonça/G1 O público vai descobrir no carnaval de 2020 no Rio mais um talento do ator, roteirista e humorista Marcelo Adnet, de 38 anos. Ele estreia como compositor (oficial) de sambas-enredo -- para além das paródias que tanto fizeram sucesso. Em sua primeira investida no mundo do samba, ele ganhou duas disputas. Uma na São Clemente, do Grupo Especial do Sambódromo, e outra na Botafogo Samba Clube, do Grupo Especial da Intendente Magalhães, a antiga Série D. Lá, a composição de Adnet foi mesclada à de outra parceria. “Tive o apoio dos parceiros e me dediquei ao enredo. No fim, nem foi tão difícil assim compor. A disputa foi bem movimentada, foram sete semanas. Mas a gente conquistou logo a simpatia da escola. Foi bem legal”, lembrou ele o dia da finalíssima na São Clemente. Que dia cai o carnaval em 2020? Veja as datas! Veja quem são as rainhas de bateria Racismo, fake news, ganância: os sambas politizados de 2020 A São Clemente vai ser a primeira escola a desfilar na segunda-feira de carnaval (24 de fevereiro), na Sapucaí. O enredo é “O conto do vigário”, do carnavalesco Jorge Silveira. Na São Clemente, Adnet assina o samba com André Carvalho, Pedro Machado, Gustavo Albuquerque, Camila Jorge, Luiz Carlos França, Raphael Candela e Gabriel Machado. Veja a letra do samba-enredo da São Clemente São Clemente escolhe samba-enredo para carnaval 2020 A Botafogo Samba Clube também vai desfilar em 24 de fevereiro. A escola vai se apresentar na Intendente Magalhães, na Zona Norte, avenida dos desfiles da escolas das antigas Séries B, C, e E. A agremiação, que agora pertence ao Grupo Especial da Liesb, vem com o enredo “Seria injusto não falar de você, Beth Carvalho. Esse é o Botafogo que eu gosto”, de Davi Gbanna. Múltiplos talentos Humorista, roteirista e ator, Marcelo Adnet mais um talento na Sapucaí, o de compositor de samba-enredo da sua escola de coração, a São Clemente Alba Valéria Mendonça/G1 Nascido numa família de músicos, Adnet conta que já tinha se arriscado a compor numa parceria com amigos, mas que nunca tinha feito uma música de verdade. Foi com improvisações musicais e paródias, no programa 15 Minutos, da MTV, que seu talento veio à tona. Veja a paródia da 'Amarela e Cinza' que foi ao ar no 'Tá no ar' Marcelo Adnet ficou começou a se destacar com paródias e improvisos no programa 15 Minutos, da MTV Reprodução/Facebook Ele conta que, como sempre morou na região de Botafogo e Humaitá, na Zona Sul do Rio, virou torcedor da São Clemente – a única escola da Zona Sul a desfilar no Grupo Especial, na Sapucaí – e não resistiu a mais um desafio. Quando foi chamado pelo amigo André Carvalho, que também assina o hino clementiano, iniciou a parceria para fazer o samba-enredo de sua escola de coração. “Já tinha feito uns improvisos na MTV, mas nunca tinha feito um samba mesmo. Quando o André me chamou, me mostrou a sinopse e disse que o enredo era sobre o conto do vigário, não resisti", disse Adnet. "Tem ironia, irreverência, do jeito que eu gosto. É a minha cara!" Desta vez, o artista não ficou só no improviso. Ao contrário, teve de estudar o texto do carnavalesco para criar uma obra específica. Marcelo Adnet (primeiro à esquerda, agachado), Dudu Azevedo (de vermelho) e os demais parceiros na união dos sambas da Botafogo Samba Clube, que desfile na Intendente Magalhães Reprodução/Facebook Adnet lembra que o convite para compor uma parceria para disputar o samba na Botafogo Samba Clube não foi muito diferente. E mais uma vez o coração bateu mais forte. “Era a chance de fazer um trabalho inédito, sério. Sempre fazia paródias de carnaval. Aí, vi que era a oportunidade de dar vazão à minha paixão. Sou torcedor do Botafogo. Além disso, o enredo é Beth Carvalho. No final, a escola juntou o samba da nossa parceria com a do Dudu Azevedo, que é diretor de carnaval da Beija-Flor de Nilópolis. Só tem fera. Fiquei muito honrado, muito feliz”, disse Adnet, que agora já começa a ter o talento de compositor reconhecido por sambistas. A sambista Beth Carvalho vai ser homenageada pela Botafogo Samba Clube, que tem samba da parceria do humorista Marcelo Adnet Reprodução/Facebook Veja a letra do samba da Botafogo Samba Clube, parceria de Adnet com Dudu Azevedo, Anderson Feife, Dudu Cantão, Ricardo Mello, Lucas Donato, Emerson Dias, Charles Silva, Thiago Diogo, Andy Lee, Victor Nascimento, Viny Machado Amaury. "Quem dera te reencontrar E uma rosa te dar... Madrinha Sentado na mesa de um bar Sob a luz do luar Nas andanças da vida... Trouxe nas veias o samba Herança de bamba Ao som de notas musicais Embaixo da tamarineira Tem partido a noite inteira É hora de Caciquear É de arerê! Defende a bandeira do samba Levanta, sacode a poeira! Exalta o compositor Paixão alvinegra, ninguém Cala o nosso amor Nas andanças da vida, Folhas secas pelo chão Na bossa nova encontrou inspiração Mulher, na arte rompeu barreiras Abriu caminho pras sambistas brasileiras Vem festejar em verde e rosa Nosso imenso prazer Injusto é não falar de você Oh Beth, que cantou até o fim Mas o que é o fim? Se tua voz pra sempre vive em mim Solta o grito da garganta Deixa o coração dizer Sou alvinegro até morrer O Botafogo é a paixão que me seduz Tua estrela solitária te conduz!" Initial plugin text
Mon, 09 Dec 2019 04:01:50 -0000
Gols do Fantástico: veja quem sobe, quem desce e a classificação final do Brasileirão
Os cavalinhos voltam em 2020, com mais um campeonato Brasileiro. Gols do Fantástico: veja quem sobe, quem desce e a classificação final do Brasileirão O campeão Flamengo cruzou a linha de chegada com 90 pontos - novo recorde de pontos do Brasileirão por pontos corridos com vinte clubes. O Santos conseguiu a maior pontuação de um vice: 74 pontos. O Palmeiras também fez 74, mas terminou em terceiro porque teve menor número de vitórias. Em 4º lugar, o Grêmio com 65. Em 5º, Athletico Paranaense, 64. Em 6º, São Paulo, 63. Em 7º, Internacional, 57. E o Corinthians com 56 pontos, em 8º lugar, fecha o grupo dos classificados pra Libertadores. Na sequência os classificados pra Copa Sul-Americana: Fortaleza, em 9º, com 53 pontos. Goiás, 10º, 52. Bahia 11º. E Vasco, 12º, com 49 pontos. Atlético Mineiro, 13º, 48. E Fluminense, 14º, 46. A dupla que não se classificou pra nada nem foi rebaixada: Botafogo, 15º, com 43. Ceará, 16º, 39. E, na zona do rebaixamento: Cruzeiro, 17º, com 36 pontos. CSA, antepenúltimo e Chapecoense, penúltimo, ambos com 32 pontos. E Avaí, último colocado, lanterna, com vinte pontos. Foram definitivamente dominados pelo fantasma da série B. Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 09 Dec 2019 03:28:50 -0000
O Assunto #76: Alter do Chão - como o 'Caribe Amazônico' se tornou objeto de cobiça de grileiros e foco de incêndios

A história dos brigadistas que a Polícia Civil tentou incriminar e detalhes da investigação da PF, que apura a atuação de grileiros na região. Renata Lo Prete conversa com Fabiano Villela, repórter da TV Globo no Pará, que narra a situação em Alter do Chão e explica como o local se tornou um microcosmo da crise ambiental na Amazônia. Você pode ouvir O Assunto no G1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar. Alter do Chão, o lugar onde floresta e rio se juntam para desenhar um cenário único ganhou, há poucos anos, o status de Caribe Amazônico. Agora, o vilarejo do município de Santarém, no Pará, ganhou também as manchetes como foco de incêndios em áreas de proteção ambiental e pela prisão de quatro brigadistas que ajudaram no combate ao fogo. O vilarejo, que fica às margens do Rio Tapajós, está no centro de duas investigações diferente sobre as queimadas. Uma delas, em esfera estadual, trata da investigação para achar os supostos autores das queimadas que atingiram a Área de Proteção Ambiental (APA) de Alter do Chão, resultando na prisão dos brigadistas. A outra investigação, em esfera federal, foi aberta pelo Ministério Público Federal (MPF) em 2015 para apurar a ocupação irregular da região conhecida como Capadócia, que reúne terras públicas de administração federal (da União) disputadas por grileiros, o que resulta na "degradação ambiental". No episódio #76, Renata Lo Prete conversa com Fabiano Villela que é repórter da TV Liberal, filiada da TV Globo no Pará. Fabiano compartilha seu conhecimento sobre o vilarejo e dá detalhes sobre sua investigação no caso dos brigadistas, que foram acusados de promover os incêndios, e sobre a atuação dos grileiros da região. Ouça outros episódios sobre Amazônia: Entenda por que Alter do Chão está no centro de duas investigações Como assinar o podcast O Assunto Como fazer uma playlist de podcasts da Globo no seu celular Logo podcast O Assunto - matéria Comunicação/Globo O que são podcasts? Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça. Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia... Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça - e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.
Mon, 09 Dec 2019 03:22:50 -0000
Mulheres Fantásticas: a indígena que se tornou cirurgiã cardíaca porque queria consertar pessoas
No segundo episódio da temporada, conheça a história de Maria Sibylla Merian e Guaraní Mbya. Mulheres Fantásticas: a indígena que se tornou cirurgiã cardíaca Lá atrás, na Alemanha do século 17, uma menina curiosa observou como a lagarta se transforma em borboleta. O fenômeno da metamorfose fez a própria Maria Sybilla voar e entrar para a história como uma especialista em insetos. No Brasil, o Fantástico encontrou uma índia guarani que também cresceu fascinada pela natureza e virou cirurgiã para poder consertar corações. Conheça a história dessas mulheres fantásticas! 'Mulheres Fantásticas': reveja as histórias da primeira temporada Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 09 Dec 2019 03:05:00 -0000
'É o amor da minha vida e eu perdi', diz irmão de jovem morta em acidente de carro no Rio

Cinco pessoas entre 20 e 24 anos morreram na colisão, quando voltavam de uma festa no espaço Hall — antigo Barra Music. Sobrevivente diz que 'estava todo mundo bêbado'. Grave acidente de carro mata cinco jovens no Rio de Janeiro Um acidente na volta de uma festa no Espaço Hall, antigo Barra Music, deixou cinco mortos no Rio na manhã deste domingo (8). Outras três pessoas que estavam no carro ficaram feridas, mas já receberam alta. A professora de educação física Taisa Castro é uma das mortas. Abalada, a família compareceu ao Instituto Médico Legal (IML) ainda pela manhã. O irmão dela diz que Taisa era o exemplo da família. "Taisa é um ser humano incrível, não tem com descrever. Ela é minha princesa, é tudo o que eu tenho. Nunca tive um amor tão grande como tenho por ela. Ela é o amor da vida e eu perdi minha irmã hoje", disse Thiago Castro. Cinco pessoas morreram em acidente de carro; no veículo, havia lata de cerveja Reprodução/TV Globo O acidente aconteceu na Rua Ramiro Magalhães, a caminho do Méier, Zona Norte do Rio. Um vizinho do local diz que a curva é perigosa e que, num mesmo dia, já viu seis acidentes. As vítimas Mortos Alex, de 20 anos, o motorista; Guilherme Moreira, de 20 anos; Italo Ribeiro, de 21 anos; Juan Carlos, de 24 anos; Taisa Castro, de 21 anos. Feridos Douglas Silva, de 21 anos; Juliana Oliveira, de 25 anos; Tamires Carneiro, de 20 anos. 'Todo mundo bêbado', diz sobrevivente A sobrevivente Tamires Carneiro, que perdeu o namorado e o irmão, diz que as pessoas no carro tinham bebido. "Quando terminou a festa, tinha oito pessoas. Um estava com carro. Pedi para o meu namorado para a gente não ir de carro. Estava todo mundo bêbado”, lembrou. Ela ainda tentou convencê-los a pegar um táxi ou um carro de aplicativo, mas não conseguiu. “Só que o menino, na curva, foi fazer graça. A gente falou para ele não acelerar. Ele acelerou o carro, virou na esquina, freou. Dois perderam a cabeça, o resto morreu, só sobramos eu e mais dois”, emendou, chorando. Carro ficou destruído; cinco pessoas morreram Reprodução/TV Globo Dos oito passageiros, cinco morreram em acidente de carro no Rio Reprodução/TV Globo Tamires Carneiro, de 20 anos, perdeu o namorado e o cunhado no acidente Reprodução/TV Globo
Mon, 09 Dec 2019 03:01:50 -0000
A Jornada da Vida: indianos esperam a morte em cidade conhecida como 'atalho para o paraíso'
Segundo o Hinduísmo, quem morre em Varanasi alcança mais rapidamente o Moksha, o fim do ciclo de reencarnações. A Jornada da Vida: indianos esperam a morte local conhecido como 'atalho para o paraíso' À beira do Ganges, o rio sagrado para os indianos, uma cidade é a mais mística de todas: Varanasi. Segundo o hinduísmo, morrer em Varanasi é pegar um atalho para o paraíso. Os repórteres Sônia Bridi e Paulo Zero mostram ainda o berço do budismo, uma religião que se espalhou pela Ásia. Vamos seguir com o Globo Natureza pela jornada da Vida, Rio Ganges! O que você sabe sobre a Índia? Clique aqui para testar or seus conhecimentos! Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 09 Dec 2019 02:49:36 -0000
Livros didáticos não utilizados por escolas viram reciclagem no Rio Grande do Sul

Escolas dizem que recebem material excedente, que acaba não sendo utilizado. Galpões de reciclagem compram toneladas dos livros. Denúncia: livros didáticos novos estão virando lixo e até papel higiênico em escolas do RS Livros didáticos, comprados pelo governo federal para serem usados em salas de aula do Rio Grande do Sul, vão parar em galpões de reciclagem, alguns são usados até para a fabricação de papel higiênico. Durante dois meses, a RBS TV visitou escolas de todo o estado para verificar porque há desperdício dos materiais que deveriam ajudar na educação das crianças e adolescentes. Em uma escola de São Lourenço do Sul, na Região Sul do estado, por exemplo, a professora de português, Maria Delfina, precisa usar a criatividade para compensar a falta de material para todos os estudantes. "Eu tenho 22 alunos. Tá faltando [livros] para cinco alunos, então eu faço duplas", afirma. Os próprios estudantes afirmam que gostariam de ter um livro cada, para não precisar copiar os conteúdos, o que acaba demorando mais. Enquanto isso, em algumas escolas há excesso de material. Em Sapucaia do Sul, na Região Metropolitana de Porto Alegre, o aluno Yagor Marrone flagrou o desperdício e gravou um vídeo: livros de filosofia, artes, química, história, todos empacotados, guardados na própria escola. "Na minha turma, por exemplo, existe a falta de [livros de] química e biologia. E, por exemplo, a gente tem que pegar os livros de outra turma para a nossa turma, e depois que a gente termina de usar o conteúdo do livro, depois que a gente faz o aproveitamento, aí tem que pegar aqueles livros e devolver para outra turma", explica o estudante do ensino médio. Das escolas, os livros não aproveitados têm como destino os galpões de reciclagem. A reportagem encontrou um empresário da área que chega a coletar cerca de 80 toneladas de papel por mês em livros didáticos. "Se não fosse trágico seria cômico né? Porque aí tu sobe no terceiro andar da escola e também encontra os livros de química que tu precisa em uma sala abandonada. Os livros estão lá abandonados, no meio da umidade, estragando. Esses que estão guardados, eles vieram errados para a nossa escola. Eles não têm o conteúdo que a gente precisa", relata Yagor. Livros didáticos não utilizados são vendidos para reciclagem por até R$0,30 o quilo Reprodução/RBS TV Em Triunfo, também Região Metropolitana, a reportagem encontrou uma sala cheia de livros encalhados, que nunca foram usados pelos alunos. A diretora, que não será identificada, afirma que o governo não recebe o material de volta. "Quando sobra, tu descarta", conta. Na reciclagem, parte dos livros didáticos viram matéria-prima para a fabricação de papel higiênico. Conforme o engenheiro de produção Rafael Pieretti de Oliveira, as páginas das obras escolares não têm impurezas e nem são amassadas, o que favorece a reciclagem. O presidente da Associação Nacional dos Aparistas de Papel, Pedro Vilas Boas, observa ainda que papéis brancos são destinados para produção de outros papéis brancos. "O maior reciclador de papeis brancos é a indústria de papéis sanitários, não só papel higiênico como toalha de mão, também usa bastante esse material", afirma. Também pode ir para indústrias de panelas, para serem utilizados nas embalagens. Um reciclador afirma ainda que a Ceasa usa as páginas para embalar frutas. Os livros descartados fazem parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Só neste ano, foram investidos R$ 2,1 bilhões, para distribuir 126 milhões de obras a 35 milhões de alunos em todo o país. A compra planejada em 2018 beneficiou 140 mil escolas brasileiras. Livros que não foram escolhidos As direções de escolas relatam também que os livros enviados pelo governo federal nem sempre vêm de acordo com o pedido. Em Alegrete, na Fronteira Oeste, uma escola passou por essa situação. "O tamanho de texto deste de português, do quinto ano, a criança nunca vai ler um texto desses", afirma a diretora, Helena Brandolt, mostrando um dos livros enviados. "Nada disso vai ser aproveitado, com certeza", diz. Uma ferramenta disponibilizada pelo Ministério da Educação deveria remanejar os livros que sobram em uma escola para outra onde há falta. Os professores dizem que o sistema não funciona. O excesso de livros é um problema tão comum que o governo gaúcho autorizou algumas entidades a recolherem os exemplares fora da validade e que sobram nas escolas. O material é coletado por ONGs. "Alguns me doam e outros vendem direto pra reciclagem. Existem diretores que eu telefono perguntando se eles querem fazer doação, e eles dizem 'não, nós vendemos'", relata Yassanan de Souza Costa, presidente de uma dessas entidades, a Associação Filhos Nascidos do Coração (Afinco). O secretário de Educação do RS, Faisal Karam, acredita que a sobra de livros acontece porque o ministério não leva em conta o número de alunos que deixaram a escola na hora de calcular as remessas para o ano seguinte. Só no Rio Grande do Sul, isso significa 1 milhão de livros a mais. Auditorias do Tribunal de Contas da União e da Controladoria Geral da União também detectaram o encalhe de livros em escolas do Paraná e do Piauí. "Há um risco muito grande de que esses problemas de sistema e esses problemas de controle gerencial se repliquem no país inteiro", afirma a secretária de Controle Externo do TCU, Vanessa Lopes. R$ 0,30 o quilo Em média, os recicladores pagam R$ 0,30 por quilo do livro descartado pelas escolas. Um dos livros examinados pela reportagem pesa menos de um quilo e vale R$ 0,15. O Ministério da Educação investiu R$ 16 na mesma obra. Os livros encontrados pela reportagem não vão virar papel higiênico. Doados pelas escolas e pelos galpões de reciclagem, eles foram levados de volta ao governo federal, que não pôde aceitar os materiais pois, após a destinação, eles passam a ser responsabilidade dos gestores estaduais e municipais. O caminhão lotado, com 2,5 toneladas de livros, foi então encaminhado a ONG Bairro da Juventude, de Criciúma, em Santa Catarina, que atua na educação de crianças e adolescentes, onde servirá de matéria-prima para estudantes. "A gente acredita que vai servir para muitas utilidades, desde trabalhos escolares, desde reforço escolar, e também pra atender as famílias da instituição", diz o coordenador de mobilização de recursos do Bairro da Juventude, Carlos Roberto Roncaglio. A Controladoria-Geral da União anunciou uma auditoria no Programa Nacional do Livro. O objetivo é rever o processo, desde o pedido pelos livros até a aquisição, e verificar como o sistema pode ser melhorado. Já o Ministério da Educação informa que para o próximo ano está prevista uma campanha pelo uso adequado do livro didático. "Esse ano de 2019 nós já fizemos algumas reformulações na plataforma e a título de exemplificação, já conseguimos remanejar 48% a mais de livros do que no ano de 2018", afirma a diretora de Ações Educacionais da FNDE, Carine Silva dos Santos.
Mon, 09 Dec 2019 02:36:26 -0000
Jorge e Mateus cantam Legião Urbana no palco do Fantástico
A dupla conversou com Tadeu Schmidt sobre carreira e planos para o futuro. Veja a versão de “Quase sem querer”. Jorge e Mateus cantam Legião Urbana no palco do Fantástico Já são 15 anos de estrada e um público fiel. Mas neste domingo, o Fantástico mostrou Jorge e Mateus de um jeito que você nunca ouviu! A regravação de "Quase sem querer", da Legião Urbana, faz parte de um projeto especial da dupla para plataformas digitais. Em entrevista, eles contaram para Tadeu Schmidt que o motivo da escolha da música foi quase uma decisão unânime. Ouça a música na íntegra clicando aqui. Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 09 Dec 2019 02:18:32 -0000

This page was created in: 0.02 seconds

Copyright 2019 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info